Cuidar

Alho e cebola e os animais

Alho e cebola e os animais

O cheiro e o sabor do alho e da cebola na comida, além do tom “spicy”, condimenta a confeção dos pratos e iguarias, mas dar alho ou cebola aos nossos animais de estimação pode causar problemas de saúde.

A toxicidade pode ocorrer mesmo quer esses alimentos sejam dados frescos, cozinhados ou em pó. Se o seu animal de estimação ingerir uma quantidade elevada destes produtos, contacte-nos rapidamente antes dos sinais clínicos aparecerem.

Estas são espécies de plantas Allium e é onde reside a toxicidade destes alimentos. Se o seu animal ingerir determinadas quantidades, dará origem a danos dos glóbulos vermelhos, o que vai resultar em dificuldade destas células no transporte do oxigénio. A ingestão pode dar origem a uma anemia (contagem baixa de glóbulos vermelhos),e em casos severos, a anemia pode dar origem a danos dos órgãos internos, levando a falha orgânica e até à morte.

Os gatos são ainda mais susceptíveis à toxicidade pelo alho e pela cebola.
Os sinais clínicos incluem:

- Letargia
- Fraqueza
- Ataxia (falta de coordenação muscular)
- Mucosas pálidas
- Urina vermelha ou acastanhada
- Hipersalivação
- Ocasionalmente vómitos e diarreia.

Se a intoxicação for descoberta cedo, os nossos médicos veterinários podem induzir o vómito e descontaminar o trato gastrointestinal com carvão vegetal ativado.

Quando os sinais clínicos se desenvolvem, é necessário darmos terapêutica de suporte, fluidoterapia (para manter a hidratação) e oxigénio. Alguns animais podem inclusive necessitar de transfusão de sangue.
O prognóstico é normalmente bom se o animal for tratado atempadamente.

Não se esqueça que a prevenção é a sua melhor aliada.