Cuidar

Carie felina

Carie felina

A cárie felina, também denominada de lesões reabsortivas odontoclásticas, constitui uma doença oral bastante comum em gatos.

A maioria dos gatos afetados tem uma idade superior a 4 anos. Os dentes afetados possuem cavidades, ao nível da inserção gengival com reabsorção da raiz dentária e por vezes fratura do dente. Estas lesões podem afetar qualquer dente, mas afetam habitualmente os pré-molares. A causa é desconhecida, embora existam várias teorias.

Ao contrário da cárie em seres humanos as bactérias não parecem estar envolvidas na doença felina.

Assim que a cavidade atinge a dentina (a camada imediatamente inferior ao esmalte) o gato apresenta episódios dolorosos podendo perder o apetite. Muitas vezes as lesões só são detetadas pelo médico veterinário durante o exame médico.

O tratamento de lesões em estádios iniciais envolve a destartarização e polimento da superfície do dente; no entanto em casos mais avançados a extracção do dente afetado é a solução médica mais correcta e mais confortável para o paciente.