Nutrição e Obesidade

Antes da comercialização de alimentos para animais de estimação, as pessoas alimentaram os seus animais (subentenda-se cães e gatos) com sobras de caça, restos da mesa ou desperdícios de carne. Além disso, era permitido geralmente aos animais de estimação caçarem para se alimentar.
Havia um controlo muito pequeno sobre o índice nutricional e as dietas equilibradas eram conseguidas somente por acaso. O parasitismo animal era muito mais comum, devido a prevalência da carne crua na dieta dos animais, tal como eram as toxinas na comida.

Nutrição e Obesidade 

O primeiro alimento de animal de estimação comercial, chamado "bolo para cão" foi produzido em 1860 por James Spratt, num primeiro esforço coerente de melhorar a qualidade total do que era dado aos cães. Esta companhia prosperou até aos anos 50 do século passado.
Em 1907, F.H. Bennett introduziu os famosos biscoitos do cão da Milkbone, não como uma guloseima mas como um alimento completo para cães. Estas duas companhias dominaram a manufactura dos alimentos de animal de estimação até aos anos 20 do século passado, quando o alimento de cão enlatado foi introduzido por Ken-L-Raciona.
Por volta de 1941, o alimento de cão enlatado representava 91% do mercado, mas com o advento da segunda guerra mundial e a entrada na mesma dos EUA, observa-se o direccionamento da produção de latas para as rações de combate, surgindo então o grande desenvolvimento das rações secas, cuja popularidade se torna flagrante a partir de 1946.

 

As rações em granulado que conhecemos hoje surgiram em 1957.
Hoje, a indústria alimentar para animais de estimação de estimação está em pleno crescimento com vendas que aumentam anualmente graças a novos produtos e a novas necessidades.
Sabemos todos como é conveniente e fácil comprar e armazenar um alimento de animal de estimação que se apresenta como equilibrado nutritivo e seguro.
Actualmente existe no mercado uma vasta gama de rações fisiológicas, consoante o peso, raça, estado reprodutor e espécie do animal. Existem ainda as rações de prescrição médica, que começaram a ser introduzidas há mais de 25 anos, de acordo com a situação clínica do paciente.
Consideramos que a nutrição é um dos grandes pilares da medicina preventiva, evitando ou reduzindo a incidência de muitas doenças, como por exemplo as obstruções urinárias em gatos, as patologias gastrointestinais, a doença real, a doença periodontal, a obesidade e as doenças osteoarticulares. É sabido que uma alimentação adequada aumenta significativamente a qualidade e a esperança de vida.

 

Neste sentido, o Hospital Veterinário do Seixal dispõe de todo o tipo de dietas especializadas para garantir a saúde e bem estar dos nossos pacientes. Informe-se com a nossa equipa.

Marcação Rápida

* Campos de preenchimento obrigatório