Error loading MacroEngine script (file: PageHeader.cshtml)

Vómito em cães e gatos

Vómito em cães e gatos

O vómito no cão e no gato é uma das causas mais comuns de visitas ao veterinário. O vómito define-se como a expulsão activa do conteúdo gástrico.

O mecanismo através do qual o vómito é desencadeado é bastante complexo envolvendo a coordenação da contracção da musculatura gastrointestinal, abdominal e respiratória através da activação do centro do vómito localizado na medula.

Causas

Tal como nas pessoas, o vómito em cães e gatos é um sintoma e não uma doença per si pelo que se torna importante descobrir a causa do mesmo.
Infelizmente, as causas de vómitos são inúmeras e vão desde alterações na parede gastrointestinal (gastrites, corpos estranhos, neoplasias gástricas, úlceras gástricas) a alterações metabólicas (insuficiência renal, diabetes, insuficiência hepática) até alterações no sistema nervoso central (neoplasias cerebrais).

Diagnóstico

Os vómitos devem ser investigados mediante um exame físico completo com especial atenção para a palpação abdominal.
Muitas vezes é necessário recorrer a exames complementares:
- Radiografia abdominal- detecção de corpos estranhos, neoplasias.
- Hemograma- detecção de gastroenterites infecciosas.
- Análises bioquímicas- diagnóstico de doenças metabólicas.
- Ecografia abdominal- despiste de neoplasias, invaginações.
- Biópsia gástrica/intestinal.
- TAC cerebral- diagnóstico de neoplasias cerebrais.

Tratamento

O tratamento deve ser dirigido à causa de vómitos. O tratamento sintomático com recurso a antieméticos é utilizado no caso de suspeita de gastrite/indiscrição alimentar uma das causas mais comuns de vómitos.
Animais desidratados devem permanecer hospitalizados e submetidos a fluidoterapia.

Prognóstico

O prognóstico depende da causa dos vómitos sendo bom em situações de gastrite e reservado no caso de neoplasias.