Error loading MacroEngine script (file: PageHeader.cshtml)

Tumores do baço no cão e no gato

Tumores do baço no cão e no gato


Tumores do Baço


Palavras chave: cancro, neoplasias do baço, cão, gato, hemangiossarcoma esplénico.

Introdução


O baço é um órgão do sistema imune localizado no lado esquerdo do abdómen no cão e no gato. Embora não seja um órgão vital (os nossos animais domésticos podem viver sem ele) ele desempenha algumas funções importantes na resposta imunitária.

O baço pode ser origem de vários tipos de neoplasias importantes nos nossos animais, algumas delas relativamente comuns. O diagnóstico destas neoplasias pode ser feito através de palpação abdominal e/ou recorrendo a técnicas de imagiologia como a radiografia e principalmente, a ecografia. Depois de identificada a neoplasia, o diagnóstico definitivo é conseguido mediante citologia ou biópsia após remoção cirúrgica do baço.

Diferentes tipos de neoplasias do baço em cães e gatos


Hemangiossarcoma- Trata-se de um tumor maligno dos vasos sanguíneos comum em cães. Por ter origem nos vasos sanguíneos, estes tumores sangram facilmente e muitos cães apresentam-se na consulta de urgência com quadros de choque hemorrágico (perdas de sangue abundantes para o abdómen). O tratamento consiste na remoção de baço e administração de quimioterapia adjuvante.
Linfoma- O linfoma pode surgir no baço na forma de doença disseminada envolvendo também este órgão ou limitar-se a ele. Esta última forma é mais comum em gatos, embora alguns cães possam apresentar linfomas indolentes (crescimento lento) que podem ser curados apenas com cirurgia sem necessidade de recorrer a quimioterapia. Todas as outras formas envolvem tratamento com quimioterapia.
Mastocitoma- Mais comum em gatos. Tal como o linfoma pode ser diagnosticado por citologia. O tratamento consiste na remoção do baço e quimioterapia após a cirurgia conseguindo-se em alguns casos esperanças de vida de 2 anos.
Sarcoma histiocítico- Neoplasia altamente maligna. Recentemente, a utilização de um novo medicamento- lomustina- permitiu-nos obter melhores resultados no seu tratamento.

Hematoma/esplenomegália/nódulo hiperplasia- Nem sempre um baço aumentado de tamanho é sinónimo de cancro. Hematomas, nódulos benignos de hiperplasia e aumento de tamanho do baço associados a outras doenças (anemia, hemoparasitas) são os principais diagnósticos diferenciais. Para distinguir todos estes achados é importante enquadrar a sintomatologia com os achados ecográficos e, se possível, realizar citologia aspirativa.


Conclusão


Existem várias doenças tumorais no baço. Algumas delas benignas, outras bastante agressivas. Felizmente, mesmo nestes últimos casos, já existem modalidades de tratamento que nos permitem conseguir períodos mais ou menos longos de qualidade de vida para os nossos animais.