Error loading MacroEngine script (file: PageHeader.cshtml)

Síndrome de Wobbler

Síndrome de Wobbler

O que é o sindrome de Wobbler?

O termo Wobbler é originário de uma patologia dos cavalos que causa incoordenação motora. A versão canina é mais adequadamente denominada por Espondilomielopatia Cervical Caudal e manifesta-se por um andar bizarro devido à pressão a nível da espinal medula do pescoço. Alguns animais tropeçam, e os membros posteriores aparecem com sinais primeiro que os anteriores.

Como ocorre?

A patologia ocorre devido a instabilidade entre duas ou mais vértebras da zona mais caudal do pescoço. Quando existe instabilidade, o corpo tenta compensar o problema, havendo espessamento dos ligamentos existentes entres as vértebras (um por cima da espinal medula, e outros dois por baixo da espinal medula). Este espessamento leva a compressão da espinal medula.

A espinal medula assemelha-se a um fio de telefone, contendo milhares de fios, cada um transportando importantes mensagens. Quando este fio é comprimido, alguns destes fios partem-se e não conseguem transmitir a sua mensagem. Isto é o que acontece quando a espinal medula é comprimida pelos ligamentos espessados. Os sinais nervosos enviados pelo cérebro não conseguem alcançar os membros, e então os membros não se mexem como deviam.

O meu animal paralisou das 4 patas. É normal isto acontecer nesta doença?

Sim. A pressão exercida pelos ligamentos espessados sobre a espinal medula faz com que o animal ande de uma forma descoordenada. No entanto, uma outra situação pode suceder, a instabilidade vertebral provocar stress no disco localizado entre as duas vértebras, podendo após algumas semanas ou meses o disco rupturar. Quando o disco ruptura a pressão exercida a nível da espinal medula à tal que pode ocorrer parálise.

Existem algumas raças mais afectadas?

Sim. Grand Anois e Doberman pinchers são as raças mais afectadas, no entanto, qualquer raça de grande porte sofre o risco desta doença. Gran D’Anois são normalmente afectados entre 1 e os 3 anos de idade. Doberman pinchers e outras raças são afectadas tipicamente entre os 6 e os 9 anos de idade.

Como é feito o diagnóstico?

Radiografias cervicais normalmente revelam o desalinhamento das vértebras, no entanto não evidenciam a compressão a nível da espinal medula. Um mielograma é uma radiografia obtida após a introdução de um líquido de contraste dentro do canal da medula espinal. Este contraste circunda a medula e se for visível interrupção ou estreitamento da sua passagem significa que existe compressão medular a esse nível.

Qual o tratamento para o Sindrome de Wobbler?

Nas fases iniciais da doença podem ser prescritos anti-inflamatórios e analgésicos. Estes podem providenciar algum alívio dos sintomas, mas este alívio será apenas temporário. Com o evoluir da doença estas drogas deixam de ter efeito.

Tratamento definitivo implica a remoção definitiva da pressão a nível da espinal medula. Existem vários procedimentos cirúrgicos possíveis de ser aplicados, devendo ser escolhido o mais adequado segundo a observação do mielograma.

Qual o prognóstico?

Se a cirurgia for realizada quando o animal anda incoordenadamente, existe uma grande probabilidade de sucesso. Quando existe parálise dos quatro membros a probabilidade de sucesso é muito menor.