Error loading MacroEngine script (file: PageHeader.cshtml)

SARDS - Degenerescência Aguda da Retina

SARDS - Degenerescência Aguda da Retina

É uma patologia em que há uma perda aguda e irreversível da visão.
Ocorre geralmente em cães de meia idade (7 a 14 anos), tanto em cães de raças puras como cruzados. Geralmente está associado a alterações no apetite e na ingestão de água nas semanas anteriores à perda de visão.


A perda da visão geralmente é aguda, embora em alguns casos possa ocorrer ao longo de vários dias.
Há uma destruição total e irreversível dos receptores da visão (rods e cons) na retina. Alguns donos notam também uma diminuição da audição e do olfacto.


O exame oftalmológico revela uma ausência de visão. As pupilas encontram-se dilatadas não respondendo à luz (em alguns casos pode haver alguma resposta, mas incompleta). O exame ao fundo do olho revela uma retina aparentemente normal.
Devem ser feitas análises sanguíneas e urina que, em alguns casos revelam alterações compatíveis com a doença de Cushing (Hiperadrenocorticismo). Alguns destes pacientes após teste endócrinos específicos têm mesmo que fazer tratamento.
Há que diferenciar o SARDS das outras patologias que causam também perda aguda de visão (neurite óptica, tumores cerebrais, inflamações a nível cerebral).


O diagnóstico de SARD é feito através da Electroretinografia (ERG). No SARD a electroretinografia aparece-nos plana, ou seja, não há resposta da retina. Se o ERG está normal, então há que pesquisar as outras causas de cegueira súbita.
Esta doença não tem tratamento. Não devemos presumir logo que é um SARDS e que não há nada a fazer.
Não é uma situação dolorosa, nem traz qualquer tipo de sofrimento.


Como a perda de visão é aguda há de início uma desorientação evidente mas que, com o tempo e com ajuda por parte dos donos vai desaparecendo. Há que dar tempo para que o paciente se adapte à sua nova condição.