Error loading MacroEngine script (file: PageHeader.cshtml)

O Cão Cego - O que fazer para o ajudar?

O facto de o seu cão ficar cego não significa que fique incapacitado. Eles adaptam-se muito melhor que nós à falta de visão.

Quando a perda de visão é progressiva, como no caso da atrofia progressiva da retina em que a perda de visão ocorre ao longo de meses, o cão tem tempo para se adaptar, de modo que, em muitos casos, os donos nem se apercebem.

 

Em perdas agudas de visão as alterações comportamentais são muito mais evidentes, mas é uma questão de tempo e paciência até que ele se adapte à sua nova situação.

 

Existem algumas coisas que em casa podemos fazer para ajudar e facilitar a adaptação do seu cão à sua nova condição de invisual:

- A cegueira não causa dor física, o seu cão volta de novo a fazer uma vida normal e feliz. Não há razão para eutanasiar o seu cão só porque ele é cego.

 

- Tentar manter o meio em que o seu cão vive (casa ou jardim) sem alterações. Não mudar mobílias, sebes, portões, etc.

 

- Proteger o seu cão de coisas potencialmente perigosas (lareiras, piscinas, tanques de água, etc.) com vedações ou outro tipo de obstáculos.

 

- Para o seu cão invisual os pontos de orientação em casa, principalmente numa fase inicial, são a sua cama e o local em que come. Estes dois locais não devem ser mudados nunca. Se por qualquer razão notar que o seu cão está desorientado em casa deve levá-lo até um destes locais. A partir daí ele vai orientar-se de novo.

 

- Nunca passear na rua sem trela. Ele assusta-se e desorienta-se mais facilmente.

 

- Fale com ele quando o passear, ele vai sentir-se mais seguro.

 

- Subir e descer escadas é o mais difícil. A partir do momento em que ele já consiga fazer isto é porque já está bem adaptado. Até que isso aconteça proteger as escadas com uma grade, de modo a que ele não caia.

 

- Tente manter os móveis nos seus locais habituais, manter abertas as portas que costumam estar abertas.

 

- Principalmente tenha muita paciência com ele. É uma fase difícil mas que com a sua ajuda ele vai ultrapassar. Cada vez mais vai voltar a estar independente e feliz.

 

- O que lhes custa muito é a adaptação a uma mudança de casa ou de donos.

 

- Num ambiente totalmente novo é difícil a orientação e a adaptação.