Error loading MacroEngine script (file: PageHeader.cshtml)

IBD - Doença Inflamatória Gastrointestinal no Cão e no Gato

IBD - Doença Inflamatória Gastrointestinal no Cão e no Gato

O que é IBD?

IBD (doença inflamatória do intestino, do Inglês “inflamatory bowel disease”), refere-se à condição em que células envolvidas na resposta inflamatória e imune são chamadas ate à mucosa do trato gastrointestinal. Esta infiltração altera a mucosa e interfere com a absorção e a motilidade (a capacidade que o intestino tem de contrair e mover a comida). Com esta capacidade anormal do intestino em contrair e absorver a função do intestino fica interrompida.
Vómito crónico resulta se a infiltração ocorre no estômago ou zonas altas do intestino delgado. Diarreia aquosa com perda de peso resulta se a infiltração ocorre em zonas baixas do intestino delgado. Uma diarreia mucosa com sangue fresco acontece se a infiltração surge no intestino grosso. È óbvio que todo o trato digestivo pode estar envolvido.

Como pode o veterinário pensar que o meu animal tem IBD?

Uma história crónica de vómitos ou diarreia com ou sem  perda de peso pode ser sugestivo de IBD sobretudo se outras causas foram excluídas.

Como é a IBD diagnosticada?

O primeiro passo é recolher uma história médica completa: informações sobre a qualidade e quantidade da dieta, alterações desta, data da última desparasitação interna são úteis para despistar indiscrições alimentares e gastroenterites parasitárias. De seguida deve ser realizada uma pesquisa de parasitas nas fezes e radiografias abdominais (despiste de massas) e análises sanguíneas (despiste de causas metabólicas de vómitos- hipertiroidismo, doenças do fígado, diabetes,…). A ecografia pode auxiliar-nos a detectar espessamentos da parede intestinal compatíveis, por exemplo, com neoplasias. Em última análise, o diagnóstico de IBD é feito mediante biópsia realizada por endoscopia ou por cirurgia convencional.

O que pode causar IBD?

Infelizmente ainda não se descobriu a causa concreta da IBD. Parece ser consensual de que se trata de uma doença imunomediada em que o sistema imunitário dos animais responde de forma exagerada e prejudicial a um estímulo, seja ele bactérias presentes nas fezes, ou uma proteína na dieta. É por esta razão que a terapia envolve normalmente a combinação de uma dieta hipoalergénica, com antibiótico e com corticosteróides.

Quais são as outras causas de vómito crónico ou diarreia? 

Vómitos:

-Corpos estranhos.
-Diabetes.
-Doenças do fígado.
-Hipertiroidismo em gatos.
-Hipertrofia pilórica.
-Doença de refluxo gástrico.
-Insuficiência renal.
-Neoplasias gastrintestinais.
-Mastocitoma.
-Úlceras gástricas.
-Gastroenterite infecciosa.

Diarreia:

-Parasitismo.
-Intolerância alimentar.
-Insuficiência pancreática.
-Gastroenterite infecciosa.
-Neoplasia intestinal.

Como é tratada?

A principal terapia consiste em eliminar o factor estimulante do sistema imune usando, por exemplo, dietas hipoalergénicas. Na maior parte dos casos isto não é suficiente e é necessário recorrer a terapia imunossupressora com corticosteróides.

Qual o prognóstico?

As IBD variam substancialmente quanto à gravidade. Alguns animais apresentam sintomatologia leve e respondem muito bem apenas à substituição da dieta. Outros apresentam-se com perdas de peso grave e necessitam de corticosteróides em doses elevadas por grandes períodos de tempo, ou mesmo para toda a vida. A biópsia ajuda-nos a prever a gravidade do quadro.