Error loading MacroEngine script (file: PageHeader.cshtml)

Hipotiroidismo Canino

Hipotiroidismo Canino

O que é a glândula tiróide, e qual a sua função?

A glândula tiróide é uma das glândulas mais importantes do corpo. Está localizada no pescoço, próxima à traqueia e é composta por dois lobos, um em cada lado da traqueia. Esta glândula é controlada pela principal glândula corporal: a hipófise, localizada na base do cérebro.
A glândula tiróide regula a taxa metabólica. Se estiver hiperfuncional, o metabolismo aumenta. Se pelo contrário estiver menos funcional que o normal, o metabolismo diminui. Esta é a base dos sinais clínicos do hipotiroidismo.

Qual é a causa do hipotiroidismo?

O hipotiroidismo é causado quase sempre por uma de duas doenças: tiroidite linfocítica ou atrofia idiopática da glândula tiróide. Esta é a causa mais comum de hipotiroidismo, sendo provavelmente uma doença imunomediada. Ou seja, o sistema imunitário do animal decide que a glândula tiróide é anormal ou estranha ao organismo e ataca-a, desconhecendo-se o motivo pelo qual este fenómeno é desencadeado. Também se sabe pouco sobre os mecanismos envolvidos no aparecimento da atrofia idiopática da glândula tiróide, sabendo-se contudo que o tecido normal constituinte da tiróide é substituído por tecido adiposo, sendo este considerado uma doença degenerativa.
Estas duas causas são responsáveis por cerca de 95% dos casos de hipotiroidismo. Os restantes 5% são devidos a doenças mais raras, incluindo o cancro da tiróide.

Quais são os sinais clínicos?

Quando a taxa metabólica diminui, de um modo ou outro todos os órgãos do organismo irão ser afectados. A maior parte dos animais afectados podem exibir um ou vários sinais típicos e/ ou alterações ao nível bioquímico. Nestes encontram-se incluídos:
- Aumento de peso sem aumento simultâneo do apetite
- Apatia e diminuição da actividade física
- Intolerância ao frio (manifesta frio com facilidade)
- Pêlo áspero e quebradiço com descamação acentuada da pele
- Pêlo e pele muito finos, descamação acentuada
- Aumento da pigmentação da pele
- Aumento da susceptibilidade de aparecimento de infecções cutâneas e de ouvidos
- Ausência ou diminuição do crescimento do pêlo após tosquia ou tricotomia
- Aumento do colesterol sanguíneo

Alguns cães podem apresentar outros sinais clínicos menos comuns, tais como:
- Diminuição da espessura da pele do focinho (expressão trágica, ou tristonha)
- Alteração da função nervosa; o animal pode claudicar sem manifestar dor, arrastar os membros, movimentar-se de um modo descoordenado, inclinar de forma persistente a cabeça.
- Diminuição da libido e infertilidade em machos
- Ausência de cios, infertilidade e aborto em fêmeas
- Aparecimento de depósitos de gordura na(S) córnea(S)
- Queratoconjuntivite seca (“olho seco” devido à diminuição da produção de lágrima)

Como é feito o diagnóstico?

O teste que se utiliza mais frequentemente é o doseamento do nível de T4, a hormona produzida na tiróide em maior quantidade. Se estiver abaixo dos valores de referência e um ou mais sinais clínicos estiverem presentes, o teste é significativo. Contudo, pode induzir em erro, visto que há animais que embora não padeçam de hipotiroidismo, podem apresentar níveis mais baixos desta hormona. Esta situação está geralmente associada à presença de outras doenças ou à administração de determinadas drogas.

Existe tratamento?

Existe, embora não exista cura definitiva. O tratamento é realizado através da administração por via oral de substitutos das hormonas da tiróide, até ao fim da vida do animal.

Como se determina a dose exacta a administrar?

Inicialmente é administrada uma dose padrão, baseada no peso do animal. Após aproximadamente um mês do início do tratamento, são realizados mais testes para se verificar se os níveis da T4 já se encontram dentro dos valores considerados normais. Em alguns casos, o ajuste da dose tem de ser realizado cada 6 a 12 meses.

O que acontece no caso de sobredosagem?

Podem surgir sinais de hipertiroidismo, que incluem hiperactividade, ausência ou alteração do padrão de sono, perda de peso e aumento do consumo de água. Se aparecer algum destes sinais deve entrar em contacto connosco, para que possa ser feito o ajuste necessário.