Error loading MacroEngine script (file: PageHeader.cshtml)

A anestesia é um processo que demora, em média, quanto tempo?

A anestesia é um processo que demora, em média, quanto tempo?

A dor aguda associada à cirurgia ou trauma geralmente resolve-se com a cicatrização do tecido. Os opióides podem ser mais eficazes nas primeiras 12-24 horas após a cirurgia ou trauma, enquanto que AINES podem ser mais eficazes após esse período. Alguns AINE são analgésicos eficazes quando administrado imediatamente após a cirurgia. Quando os sinais de dor persistir para além do curso norma, suspeita-se de doença persistente, lesão ou alterações centrais do sistema nervoso requerendo um clínico treinado no maneio da dor para estabelecimento do protocolo terapêutico.

Algum dos tratamentos necessita do acompanhamento directo do dono do animal?

Sempre. Como sabemos, a percepção de dor é um processo muito complexo sendo os sinais comportamentais de dor únicos em cada animal Não existe e nem será fácil existir uma existir uma quantificação objectiva única e confiável de dor e uma vez que a sua avaliação depende muito de factores subjectivos, estes podem ser melhor identificados pelo proprietário do animal afinal de contas ninguém mais do que os donos conhece o temperamento e personalidade única do seu animal, o seu acompanhamento é imprescindível durante todo o processo de tratamento. 
Para garantir que os proprietários compreendam e executem sem duvidas o plano terapêutico, entregamos-lhe um formulário de cuidados médicos onde constam as medicações e procedimentos a efectuar em casa.. Para avaliarmos a nossa eficácia diária no maneio da dor entregamos também um formulário onde constam campos de preenchimento diário onde o proprietário anota diariamente a sua opinião relativamente ao grau de intensidade da dor do seu animal (nenhum, ligeiro, moderado, severo), o grau de alivio de dor (nenhum, ligeiro, moderado, bom, completo) e onde regista também algum tipo de efeito secundário que tenha notado com a medicação. No final da semana é feita a avaliação semanal onde o cliente anota o grau de eficácia do tratamento para essa semana (fraco, razoável, bom, muito bom, excelente).

Em que casos é que se aplica este serviço? É só para o pós-operatório?

Não, a analgesia é tida em conta em todos os pacientes com patologias que originam dor crónica, como por exemplo a doença articular degenerativa (artrose), as hérnias discais e a doença tumoral. Além disso, em todos os procedimentos cirúrgicos é feita uma pré avaliação individual de cada paciente onde são tidos em conta alguns factores como intensidade da dor, idade, raça e espécie para a escolha do melhor protocolo analgésico, ou seja, é feita uma analgesia preventiva. Ou seja, este tipo de analgesia tem como objectivos reduzir a dor que resulta de mecanismos inflamatórios iniciados pela incisão cirúrgica, impedir o estabelecimento da memória da dor pelo sistema nervoso central e assegurar um bom controlo da dor pós-operatória no sentido de prevenir o desenvolvimento da dor crónica. A analgesia preventiva permite também uma diminuição da ansiedade e stress pré e pós cirúrgico e uma redução da dose de analgésico utilizado durante e após o procedimento cirúrgico. Na prática clínica, grande parte dos procedimentos cirúrgicos são eletivos (como é o caso da ovariohisterectomia) apresentando-se o paciente sem dor e é neste contexto que a analgesia preventiva é de extrema importância.