Cuidar

Como evitar bolas de pelo

Como evitar bolas de pelo

Como evitar bolas de pelos no sistema digestivo dos gatos   

Quem tem um gato em casa está acostumado a acompanhar suas típicas sessões diárias de autohigiene. Esse comportamento natural dos felinos, no entanto, faz com que eles engulam alguns pelos, que podem acumular-se no sistema digestivo, causando as bolas de pelos. Durante as épocas de muda de pelo (primavera e outono), alturas em que há uma exagerada queda de pelo, a sua ingestão poderá ser em tão grande quantidade que o pelo ingerido pode formar bolas no estômago. 

Durante o processo de limpeza, é natural que o gato engula o seu próprio pelo, mas o facto pode tornar-se preocupante quando a quantidade ingerida atinge um volume elevado, tomando ainda maiores proporções no caso de gatos com pelo comprido.  Essas formações podem ser caracterizadas por pequenos rolinhos, e como os pelos não são digeridos, os gatos geralmente expelem essas formações através do vômito.
A principal sintomatologia observada é o gato andar menos ativo, com falta de apetite e vómitos (uma vez que as bolas de pelo provocam uma gastrite) onde se poderão observar bolas de pelo. O problema é quando essas formações não são expelidas pelas fezes ou através do vômito, e os pelos se acumulam no aparelho digestivo, podem causar até mesmo uma obstrução intestinal. Em situações assim, algumas vezes a única solução é a cirurgia. Caso se aperceba de qualquer um destes sintomas deverá consultar rapidamente o Médico Veterinário. 

Por isso, o mais recomendado é prevenir a formação das bolas de pelo para minimizar o desconforto dos gatos através de:

Alimentação: Gatos de pelos longos devem ter uma nutrição diferenciada, com alimentos específicos que já ofereçam o benefício de prevenção das bolas de pelos. Isso é possível porque esses alimentos possuem quantidades aumentadas de fibras especiais, que auxiliam na eliminação dos pelos ingeridos através das fezes.

Escovagem: Escovar os gatos diariamente principalmente durante as épocas da muda do pelo de forma a remover os pelos mortos, evitando que grandes quantidades sejam ingeridas.

–  Pasta de Malte: Para além do alimento, e no caso do gato apresentar um pelo longo, poderá também administrar-lhe Pasta de Malte (disponível em Clínicas Veterinárias e em Pet Shops) que ao produzir um efeito laxante suave ajuda também na eliminação das bolas de pelo.

Exercício físico: Como o tédio e o sedentarismo potencializam o comportamento de se lamber, é importante oferecer atividades e distrações aos gatos. Um ambiente que estimule as brincadeiras, interação e exercícios físicos é o ideal. Ter brinquedos e arranhadores são boas opções.

Ida ao veterinário: Visitar o veterinário a cada seis meses para que avalie o estado geral da saúde do seu gato. Vale lembrar que o pelo é um reflexo da saúde como um todo.