Cuidar

Alimentação dos coelhos

Alimentação dos coelhos

A primeira ideia que deve ter é que o seu coelho é um herbívoro estrito, adaptado à ingestão de uma dieta com elevado teor de fibra. A alimentação de um coelho deve ser baseada em três elementos essenciais: Feno, Granulado e Vegetais Frescos.

Feno

– Proporciona a fibra necessária para: estimular a motilidade intestinal, permitir que o animal não se aborreça e não tenha problemas comportamentais, permitir o desgaste dos dentes, estimular o apetite e a ingestão de cecotrofos, manter a flora cecal estável e com isso permitir a correcta absorção dos nutrientes e evitar a proliferação de bactérias nocivas.

Granulado

– O granulado deverá ser o mais completo possível a nível de todos os nutrientes necessários e deverá apenas constituir cerca de 20% da dieta. Actualmente sabe-se que os granulados não apresentam vantagens em relação ao feno e aos vegetais.

– Evitar as misturas à base de sementes de girassol que contêm um elevado teor de gordura.

Vegetais frescos/Erva

– Os vegetais frescos e a erva são o alimento natural por excelência para um coelho. Como a maioria dos coelhos criados para mascotes não está habituado a eles, devem ser introduzidos gradualmente na dieta, no entanto devem ser oferecidos diariamente como fonte de vitaminas, sais minerais e proteína em conjunto com o feno deverão constituir 80% da dieta diária de um coelho.

 

A água fresca e o feno devem estar sempre à disposição do seu coelho.

 

• Introduza os novos alimentos gradualmente.

• Tenha sempre à disposição feno de boa qualidade.

• Proporcione grande variedade de vegetais todos os dias.

• Se possível, permita que o seu coelho faça exercício no exterior.

• Dê pequenas quantidades de comida em granulado ou mistura de cereais apenas uma vez por dia e retire após algumas horas.

• Não deve dar mais de 2-3% do peso do animal em granulado por dia.

Uma alimentação correta é a melhor forma para evitar a Doença Dentária Adquirida. Se não alimentar corretamente o seu coelho muito em breve irá desenvolver problemas dentários que o levarão com maior frequência ao Veterinário. Os dentes, de crescimento contínuo, não têm o desgaste adequado e vão ter de ser cortados com o animal anestesiado.