Cuidar

Como reduzir o stress na visita do gato ao Hospital

Como reduzir o stress na visita do gato ao Hospital

Muitos gatos não gostam de vir ao médico veterinário, sendo que tudo começa com a dificuldade em fazer com que o gatinho entre dentro da caixa transportadora. Se conseguir ultrapassar com facilidade este passo, a visita ao veterinário torna-se, à partida, menos stressante.
Os seguintes conselhos têm como objetivo facilitar a vida do animal e do dono:

 

1. Compreender o comportamento do seu gato.

Os gatos estão mais confortáveis com tudo aquilo que lhes é familiar, no seu dia-a-dia. A visita ao hospital é normalmente difícil por causa da caixa transportadora, do automóvel, e do próprio hospital veterinário que não lhe são familiares. Siga as seguintes indicações:
•    Devemos respeitar o tempo necessário para que o gato possa familiarizar-se com novas situações, pessoas ou lugares.
•    Mantenha-se calmo, os gatos podem sentir perfeitamente a nossa sensação de ansiedade ou frustração, o que vai resultar em medo e ansiedade por parte do animal.
•    Os gatos não aprendem com punição ou pelo uso da força. Temos que trabalhar sempre recompensando o comportamento positivo. Por exemplo se o seu gato se senta calmamente perto da transportadora dê-lhe um bolinho de comida de lata, de que ele goste muito, como recompensa.
Seja persistente e recompense sempre que possa.

2. Como ajudar o seu gato a sentir-se confortável com a caixa transportadora?

O nosso objetivo é fazer com que o gatinho aprenda a associar a caixa transportadora com experiências positivas e, por rotina, entre voluntariamente dentro da caixa transportadora.
•    Deixe a caixa transportadora aberta numa zona da casa onde o seu gato passe a maior parte do tempo.
•    Coloque uma caminha que seja familiar para o seu gato dentro da transportadora. Se colocar material com o cheiro dos donos vai melhorar a adaptação e fá-los-á sentir mais seguros.
•    Coloque comida dentro da caixa transportadora, ou os brinquedos habituais do seu gato para o encorajar a entrar.
•    Pode demorar dias ou semanas até o seu gato “confiar” na caixa transportadora. Mantenha-se calmo, paciente e recompense todos os comportamentos positivos.

3. Como fazer um gato entrar numa caixa transportadora, ainda que demonstrando resistência?

Se o seu gato tem que ir ao veterinário de urgência, com rapidez, e não está acostumado à caixa transportadora, os conselhos seguintes são muito importantes:
•    Comece por colocar a caixa transportadora numa dependência da casa com poucos locais onde o seu gato possa esconder-se. Feche a porta desse quarto. Os seus movimentos devem ser calmos e lentos. Não persiga o seu gato para o colocar dentro da caixa. Abra a porta e encoraje a entrar com brinquedos ou comida apetecível para ele.
•    Se ainda assim o gato não entrar voluntariamente dentro da caixa, abra a parte superior da caixa e coloque a saída da esma contra uma parede. Pegue no seu gato com carinho fazendo-lhe festas, ponha-o dentro da caixa e a seguir encaixe a parte superior, fechando a porta.
•    Pode também aplicar spray de feromonas (feliway) dentro da caixa transportadora, na caminha dele para que faça com que o seu gato se sinta mais calmo. Deve colocar o spray 30 minutos antes de iniciar o transporte.

4. A chegada a casa, após a visita ao Hospital?

Os gatos são muito sensíveis aos cheiros, e cheiros que não sejam familiares podem fazer com que outro gato deixe de reconhecer completamente o gato que ficou internado no hospital/clínica ou que esteve num consultório. Comportamentos agressivos podem desencadear-se se os gatos deixarem de se reconhecer e passam imediatamente a considerar-se como estranhos. Assim, sugerimos o seguinte:
•    Durante alguns minutos, deixe o gato dentro da caixa transportadora para ver como o outro gato da casa reage.
•    Se o outro gato estiver calmo, abra a caixa trasnportadora e deixe sair o gato calmamente.
•    Se verificar tensão e agressividade entre os gatos, leve a caixa transportadora para uma dependência da casa onde o gato possa estar só durante 24 horas com comida e água enquanto absorve o cheiro da casa novamente.
•    Aplique feromonas sintéticas (Feliway) que têm efeito tranquilizante e provocam uma sensação de familiaridade.

Para visitas futuras ao hospital:
•    As camas da caixa transportadora devem ter o seu cheiro, já que assim o cheiro de casa fica retido e ajuda à reintrodução do gatinho novamente em casa.
•    Use sempre feromonas sintéticas (Feliway)
•    Sempre que possível traga os dois gatos ao hospital/clínica ainda que seja só um deles para consulta, assim evitamos rejeição no retorno a casa.

5. Que tipo de caixas transportadoras são as ideais?

•    As melhores caixas transportadoras são as mais baratas normalmente as de plástico duro.
•    Devem ter a possibilidade de abrir pela parte superior e pela frente também.
•    Abrindo por cima conseguimos no consultório retirar a parte de cima da caixa e fazer os exames clínicos dentro da caixa para que o seu gatinho se sinta mais confortável e seguro.
•    Nas deslocações, deve colocar a caixa no banco de trás do seu automóvel e colocar o cinto de segurança à volta para que fique protegido.
•    Os gatos ficam mais calmos se cobrir a caixa de transporte com um pano, cobertor ou toalha para que não vejam o exterior, reduzindo assim a ansiedade