Cuidar

Osteoartrite

Osteoartrite

Se o seu cão não salta para cumprimentá-lo quando regressa a casa ao final do dia, pode haver uma boa razão – osteoartrite. A osteoartrite é uma doença articular degenerativa que faz com que a locomoção se torne difícil e dolorosa, principalmente em animais de meia-idade e idosos. No entanto, os animais mais jovens também podem ser afetados.

Não há, por enquanto, cura para a osteoartrite, mas existem alguns cuidados que pode ter, juntamente com o seu veterinário, de forma a diminuir o desconforto do seu animal e aumentar a sua mobilidade e qualidade de vida, especialmente se o tratamento começar numa fase precoce do problema.

8 sinais a que deve estar atento:

1. Dificuldade em caminhar e subir escadas

2. Uma diminuição global da atividade física

3. Descanso maior do que o habitual

4. Relutância em levantar-se de uma posição deitada

5. Maiores dificuldades e movimentos rígidos ao acordar, depois de um período de descanso ou em tempo frio

6. Começar a claudicar

7. Inchaço e calor nas articulações afetadas

8. Alterações de comportamento

Quando algum dos sinais acima referidos surgir, deve levar o seu animal ao veterinário pois quanto mais rápido for feito o diagnóstico e iniciado o tratamento, melhor será a qualidade de vida do seu animal.

 

Quais as causas da osteoartrite?

- Um grau de stress articular superior ao normal - as articulações estão sujeitas a cargas repetidas causando um desgaste anormal. A obesidade é um dos fatores mais problemáticos pois conduz a um excesso de carga sobre as articulações. A sobrecarga articular provoca defeitos de desenvolvimento que alteram a forma ou a estabilidade das articulações.

- A predisposição genética: algumas raças de cães são simplesmente mais predispostas a desenvolver problemas de osteoartrite.

- Seja qual for a causa específica, o esforço excessivo pode começar um ciclo destrutivo da superfície articular causando inflamação e lesão da cartilagem, o que leva ao aparecimento de dor no seu animal de estimação.

Como se trata a osteoartrite?

O tratamento inclui três componentes principais, cada um igualmente importante.

1. Controlo do peso: controlar o peso do seu animal de estimação vai aliviar a carga sobre as articulações artríticas e tornar mais fácil a sua mobilidade. Assim como para os seres

humanos, a perda de peso dos animais envolve uma dieta bem equilibrada, baixa em calorias, e exercício físico regular. Aconselhe-se com o seu médico veterinário sobre a dieta apropriada para o seu cão.

2. Exercício físico: o exercício é essencial porque contribui para o fortalecimento dos músculos e das articulações. Diariamente, uma quantidade moderada de exercício de baixo impacto também melhora a mobilidade das articulações. Atividades como a caminhada e a natação são muito benéficas para os cães. Consulte o seu veterinário sobre a intensidade e o tipo de exercício mais adequado ao seu animal de estimação. Além disso, esteja ciente de que a osteoartrite do seu cão pode ser mais grave em determinadas épocas do ano.

3. Anti-inflamatórios não esteroides (AINEs): os AINEs são medicamentos de uso veterinário no combate à inflamação articular, aliviando dores, aumentando a mobilidade e protegendo a articulação de novos danos. Os AINEs são os fármacos de primeira escolha para o tratamento da osteoartrite canina. O tratamento não é curativo, mas vai ajudar a controlar a dor quando necessário. Aconselhe-se junto do seu veterinário para obter mais informações. Para além do referido, o seu veterinário também pode sugerir fisioterapia, compressas frias ou quentes e banhos, massagem, acupuntura, assim como protetores articulares para ajudar a controlar a dor. Em casos extremos a cirurgia pode ser indicada.

Quais as perspetivas para um animal de estimação com osteoartrite?

A osteoartrite pode progredir muito lentamente (vários anos) ou muito rapidamente (podem surgir alterações em apenas algumas semanas ou meses). Tudo depende da idade do seu animal de estimação, do seu nível de atividade, das articulações envolvidas e da causa subjacente.

Em alguns animais, a dor e perda da mobilidade podem ser reduzidas ao mínimo por longos períodos de tempo com um esquema simples de controlo de peso, exercícios moderados e regulares e o uso ocasional de fármacos anti-inflamatórios, se as crises ocorrerem. Para outros animais, graves danos para as articulações podem ocorrer rapidamente e necessitam de medicação a longo prazo e outros tratamentos. Em qualquer caso, o veterinário pode determinar o melhor tratamento para a condição particular do seu animal.

Não há nenhuma razão para que um animal com osteoartrite não possa ter uma vida feliz, saudável e confortável durante muitos anos – para isso é necessário um diagnóstico precoce, carinho, atenção e aconselhamento veterinário.