Cuidar

Sarna sarcóptica

Sarna sarcóptica

A sarna sarcótica é uma doença de pele intensamente pruriginosa (causa comichão), produzida por um ácaro (Sarcoptes scabiei).

É uma doença altamente contagiosa, sendo que, a transmissão ocorre por contacto direto com animais infetados.

Durante o desenvolvimento do seu ciclo biológico, as fêmeas dos ácaros escavam túneis por baixo da pele, onde depositam os ovos.
Os ácaros alimentam-se de serosidades e detritos da pele.

Aproximadamente 60% das pessoas em contacto íntimo com os animais infetados, poderão desenvolver pequenas lesões essencialmente ao nível dos antebraços e tronco, que provocam intensa comichão.

Estas lesões regridem espontaneamente em cerca de 4 semanas depois dos animais terem sido devidamente tratados.
As lesões primárias que surgem nos cães são pápulas que se disseminam rapidamente até darem origem a crostas, perda de pêlo e escoriações provocadas pelo próprio animal, resultantes do intenso prurido.

A doença geralmente tem início na cabeça, margens das orelhas, abdómen e membros. Frequentemente, a infeção generaliza, e o animal surge todo afetado.
A raspagem de pele e a visualização do ácaro ao microscópio é o melhor meio complementar para confirmação do diagnóstico.