Cuidar

DAPP (Dermatite alérgica à picada de pulga)

DAPP (Dermatite alérgica à picada de pulga)

O que é?

A “alergia à pulga” é a causa mais comum de comichão em cães e gatos.

Quando uma pulga morde o seu animal, uma pequena quantidade de saliva é injectada no interior da pele e, alguns animais desenvolvem alergia a uma proteína presente na saliva da pulga, originando um quadro de comichão severa e persistente.

Os animais não alérgicos apenas demonstram um pequeno desconforto quando infestados. Os animais alérgicos, para além da comichão intensa e prolongada, podem desenvolver infecção bacteriana da pele. Nos gatos, os sinais são frequentemente mais subtis: muitas vezes a única manifestação é o gato lamber-se excessivamente levando a perda de pêlo em determinadas áreas – sobretudo na barriga e face interna das coxas. Outras vezes desenvolvem pequenas borbulhas e crostas no pescoço e dorso.

Pode parecer confuso que o seu animal tenha uma “alergia a pulgas”, se nunca viu pulgas! Mas na verdade, os animais alérgicos passam muito tempo a lamber-se, acabando por apanhá-las e engolindo-as. Basta apenas uma mordida de pulga a cada 7-10 dias para haver comichão por vários dias. Por este motivo, o diagnóstico de uma alergia a picada de pulga é baseado no historial e em sintomas, não pela presença/ausência de pulgas no momento.

 

De todas as alergias de pele, esta é a mais fácil de tratar: não são necessárias drogas, apenas evitar o contacto com o alérgeno, ou seja, manter o animal livre de pulgas!

 

Recomendações para controlo de pulgas

Regras básicas para controlo de pulgas infalível:

  • Usar bons desparasitantes
  • Tratar todosvos animais da casa
  • Tratar o ambiente
  • Aplicar os desparasitantes com a frequência recomendada pelo veterinário, durante todo o ano

A maioria da população (95%) de pulgas encontra-se em estágios de imaturidade e vivem no ambiente ao redor do seu animal e não no animal em si. Os tapetes são o ambiente de eleição para os ovos, larvas e para o desenvolvimento da pupa. No entanto, a grande maioria está concentrada onde o seu animal passa a maioria do tempo, o que faz com que essas áreas sejam os alvos prioritários de tratamento.